IRG-RAIL REALIZA A PRIMEIRA NETWORK MEETING SOB PRESIDÊNCIA PORTUGUESA

IRG-RAIL realiza a primeira Network Meeting sob Presidência Portuguesa

A primeira Network Meeting do IRG RAIL, sob presidência portuguesa, teve lugar em Lisboa, no passado dia 29 de abril. A reunião, que contou com vários representantes dos Reguladores membros do IRG-Rail, serviu para coordenar as propostas a apresentar na próxima Assembleia Plenária do IRG-RAIL, que terá lugar no próximo dia 27 de maio, no Porto.

A primeira Network Meeting do IRG-Rail sob a presidência portuguesa, a cargo do presidente da AMT, Dr. João Carvalho, e a vice-presidência belga, a cargo do presidente da autoridade reguladora belga, Dr. Serge Drugmand, realizou-se no passado dia 29 de abril, nas instalações da AMT, em Lisboa, contando com a presença de vários representantes dos Reguladores membros do IRG-Rail.

A Network Meeting teve como objetivo assegurar a coordenação das propostas a considerar na Assembleia Plenária do IRG-Rail, que decorrerá no próximo dia 27 de maio, no Porto, e revelou-se uma valiosa oportunidade para os membros se coordenarem com a presidência.

Nesta reunião foram apresentados os trabalhos desenvolvidos pelos diversos grupos e subgrupos de trabalho do IRG-Rail, e as principais conclusões das reuniões havidas com os representantes do setor e dos utilizadores do setor ferroviário, das quais se destacam as seguintes:

i.A adoção de um Quinto Pacote Ferroviário, de acordo com os stakeholders, não se revela necessário, sendo, contudo, absolutamente essencial pugnar pela correta implementação do Quarto Pacote Ferroviário.
Com efeito, a maioria dos Estados Membros ainda não transpôs a legislação do Quarto Pacote Ferroviário, pelo que a nova Comissão Europeia deverá focar-se nesta matéria;

ii. Os operadores ferroviários devem apostar na mudança do paradigma do transporte ferroviário centrado na mobilidade. A crescente procura de soluções de transporte multimodal porta-a-porta, em oposição aos produtos modais tradicionais, e a resposta da concorrência com a oferta ultrarrápida, flexível e barata do ride e car-sharing, assim o exigem.
Acresce, ainda, que os veículos elétricos garantem cada vez mais soluções alternativas amigas do ambiente, e os veículos dotados de condução autónoma são cada vez mais utilizados para reduzir os custos do transporte rodoviário, em comparação com o transporte ferroviário;

iii. Os gigantes da internet e das startups digitais têm vindo a criar pressão através da conceção de plataformas de transporte multimodais, que oferecem aos clientes digitais mais opções e utilização simples. O plano de transformação digital recorre a três pontos fundamentais: 1) desenvolvimento de novos modelos de negócio e de oferta de serviços de transportes, 2) digitalização das principais operações e 3) construção de uma base interna digital robusta.

As discussões do grupo foram proveitosas e revelaram a estreita colaboração entre as entidades reguladoras e os grupos de trabalho do IRG-Rail.

Esta primeira reunião também teve como objetivo a monitorização, o acompanhamento e a avaliação das atividades do Programa de Atividades de 2019, e contribuiu para o alinhamento e articulação entre todos, bem como para a definição dos trabalhos preparatórios para a Assembleia Plenária de maio. 

 

6 de maio de 2019