IRG-RAIL REÚNE-SE COM STAKEHOLDERS

IRG-Rail reúne-se com Stakeholders

Bruxelas foi palco de um encontro entre Representantes da indústria e dos passageiros do setor ferroviário e a Presidência e Vice-Presidência do IRG-Rail.  A reunião, que se realizou entre os dias 1 e 2 de abril, teve como objetivo debater os desafios do setor.

Nos dias 1 e 2 de abril, a Presidência do IRG-Rail reuniu, em Bruxelas, com os representantes da indústria e dos passageiros ferroviários. No decorrer das reuniões, procurou-se reforçar o compromisso com os stakeholders e discutir uma posição comum relativamente ao setor ferroviário. Os diferentes stakeholders manifestaram as suas preocupações e posições relativamente aos principais desafios do setor e das organizações por eles representadas, tendo enaltecido a iniciativa do IRG-Rail de coordenação com os stakeholders da indústria ferroviária.

A primeira ronda de reuniões com os representantes dos stakeholders permitiu, não só a discussão de várias questões que preocupam os representantes do setor, mas também a apresentação das principais atividades para 2019. Discussões adicionais incluíram temas como i) os decorrentes da automação e digitalização, ii) os desafios globais que o setor enfrenta, como a falta de investimento e financiamento e os cada vez mais exigentes requisitos ambientais, iii) a harmonização de procedimentos e de legislação entre os Estados Membros e, iv) o desenvolvimento da estratégia multimodal para o setor dos transportes.

As experiências e expetativas de mercado dos stakeholders foram também abordadas. O Presidente do IRG-Rail, Dr. João Carvalho e o Vice-Presidente, Dr. Serge Drugmand, reuniram com diversas entidades, designadamente:

  • ERA – European Union Agency for Railways, representada pelo Sr. Joseph Doppelbauer. Conforme mencionado pela ERA, “o objetivo da Agência é contribuir, nos temas técnicos, para a implementação da legislação da União Europeia destinada à melhoria da posição competitiva do setor ferroviário, por meio do aperfeiçoamento do nível de interoperabilidade dos sistemas ferroviários, e do desenvolvimento de uma abordagem comum à segurança no sistema ferroviário Europeu, contribuindo assim para a criação de um área ferroviária Europeia sem fronteiras e com a garantia de um elevado nível de segurança.”;
  • EPF – European Passengers’ Federation, representada pelo Sr. Michel Quidort e pelo Sr. Arrien Kruyt. A EPF é uma “associação de organizações de passageiros e de organizações que promovem a mobilidade sustentável e estão empenhadas em melhorar os standards dos serviços ferroviários de transporte público e de longo-curso internacionais, na Europa.”;
  • UIRR – International Union for Road-Rail Combined Transport, representada pelos Sr. Ralf-Charley, pelo Sr. Eric Feyen e pelo Sr. Akos Ersek. A UIRR apresenta-se como a “associação da indústria para o setor do Transporte Combinado, em Bruxelas. Os seus membros são os operadores e terminais de Transporte Combinado. A UIRR promove ativamente o Transporte Combinado principalmente junto dos decisores Europeus e possibilita o aperfeiçoamento do setor, enquanto suporta também o funcionamento diário deste modo de transporte de mercadorias de longo curso ecológico e economicamente sustentável.
  • CER – Community of European Railway and Infrastructure Companies, representada pelo Sr. Libor Lochman. De acordo com a CER, “o papel da CER é representar os interesses dos seus membros no cenário político Europeu, em particular no apoio de um melhor ambiente empresarial e regulatório para os operadores ferroviários e empresas de infraestrutura Europeus.

O Presidente do IRG-Rail reiterou o compromisso de trabalhar estreitamente com o stakeholders. O sucesso do sector ferroviário requer uma abordagem estratégica que prioriza os desafios chave de capacidade, os quais, se endereçados, podem desbloquear o verdadeiro potencial do setor. Adicionalmente, é necessário implementar regulamentação adicional para impedir distorções de concorrência e garantir que as empresas não sejam travadas no desenvolvimento das suas atividades. Os reguladores Europeus e associações desenvolvem, atualmente, vários esforços neste sentido, contudo, é importante evoluir, sendo este um debate que deverá persistir.

O IRG-Rail está empenhado em lidar com as verdadeiras preocupações dos stakeholders. Este compromisso está apoiado não só numa comunicação cuidadosa e nas respostas apropriadas às reivindicações dos stakeholders mas também na promoção de reuniões, com estas organizações, que facilitam o intercâmbio de conhecimento e foco nos temas verdadeiramente relevantes da indústria.

4 de abril de 2019